‘Cooperativismo é bom para todos’, afirma economista

publicado em: 12 de novembro de 2018

‘Cooperativismo é bom para todos’, afirma economista

Eleito um dos três melhores economistas do Brasil pela revista Investidor Institucional, o economista Eduardo Moreira enalteceu o cooperativismo financeiro durante o Antena Sicoob Cocred, evento realizado na última quarta-feira (7) em Marília/SP.

O segmento foi defendido pelo especialista como a melhor alternativa frente às altas taxas cobradas pelos bancos tradicionais. “Um terço das empresas no Brasil têm mais gastos com juros cobrados pelos bancos do que obtêm de receita", pontuou.

Moreira destacou ainda a solidez e a segurança que amparam a opção do investidor pela Sicoob Cocred.

"As pessoas não sabem que a cooperativa tem R$ 3 bilhões de ativos, tem R$ 500 milhões de patrimônio, que quando o cooperado faz um investimento ou uma caderneta de poupança tem proteção do FGC [Fundo Garantidor de Crédito] das cooperativas”, destacou.

Terceira maior cooperativa financeira do Brasil em volume de ativos, a Sicoob Cocred já está presente em 26 municípios do Estado de São Paulo e fechou o primeiro semestre de 2018 com mais de R$ 3 bilhões em ativos.

Na região de Marília, a cooperativa já está presente em Marília, Lins, Ocauçu, Tupã, Vera Cruz e Bastos. “Temos soluções financeiras para pessoas físicas e jurídicas. Estamos em franca expansão, já nos preparando para inaugurações em Ribeirão Preto, Monte Alto e São José do Rio Preto”, destacou Gabriel Jorge Pascon, diretor de Negócios da Sicoob Cocred.

Moreira explica que o cooperado é como se fosse dono do banco, com a diferença de que os lucros retornam para o bolso dele.

“Há um alinhamento de interesses. Fiquei por 20 anos em bancos e lá só era bom para o banco quando era ruim para o cliente. As pessoas ganham menos de 5% por ano quando aplicam na caderneta de poupança e têm de pagar 500% de juros quando caem no cheque especial”, pontuou. E completa: “Na cooperativa, se é bom para a cooperativa, é bom para o cooperado”.

O economista acrescentou que os cooperados deveriam divulgar mais o amparo oferecido pela cooperativa financeira, modalidade ainda desconhecida pelo público. “O Brasil precisa ter acesso a um mercado bancário que seja mais acessível no sentido de tomada de crédito, de operações”.

Projeções

Moreira se diz otimista em relação à economia, ao menos nos primeiros meses de governo. Essa percepção coincidiu com a expectativa dos convidados do evento (leia mais abaixo).

“A gente só põe a riqueza para rodar quando estamos otimistas em relação ao futuro. Acho que teremos um começo de ano em que esse otimismo vai prevalecer e as condições vão ser menos difíceis”.

No entanto, ele pondera que projeções mais longas são difíceis de serem traçadas.

“A gente vai ter que ver como esse governo que está se montando vai conseguir passar pelas dificuldades. E isso realmente é algo difícil de se prever. São muitas pessoas sem experiência no poder público, há uma necessidade de haver uma habilidade política que a gente não sabe se elas têm ou não. Então acho que, do meio do ano que vem para frente, há um componente de incerteza”, concluiu.

Otimismo

Enquete aplicada junto aos espectadores durante o Antena Sicoob Cocred em Marília apontou que 88,76% deles consideram que a condição econômica do País deverá melhorar no ano que vem.



Compartilhe:

Voltar
RESPONSABILIDADE SOCIAL
OUVIDORIA: 0800 725 0996

Atendimento: segunda a sexta, das 8h às 20h.

www.ouvidoriasicoob.com.br
Deficientes auditivos ou de fala: 0800 940 0458
Canal de comunicação de indícios de ilicitude
Clique aqui para ter acesso.
2016 © SICOOB COCRED. Todos os Direitos Reservados.